DOM DULCÊNIO PRESIDE ÚLTIMA NOITE DO NOVENÁRIO DA PADROEIRA DE MACEIÓ


No último dia 26 de agosto, na nona noite dos festejos em honra à Nossa Senhora dos Prazeres, Padroeira da Arquidiocese e da Cidade de Maceió, a Santa Missa de encerramento do novenário teve como presidente da Celebração Eucarística Dom Dulcênio Fontes de Matos, Bispo da Diocese de Palmeira dos índio -AL, e Concelebrada por alguns sacerdotes da referida Arquidiocese. Antes do Início da Celebração Eucarística os fieis foram acolhidos por Dom Antônio Muniz Fernandes, O.Carm, Arcebispo Metropolitano.
Em sua Homilia, Dom Dulcênio, lembrou-nos que a exemplo de Jesus, também nós, devemos ser misericordiosos para com o nosso próximo, mas sem hipocrisias. Servindo-os e acolhendo-os, mas sem deixar que em nós brilhe a vaidade dos fariseus e dos doutores da lei.  O tema do jubileu extraordinário da Misericórdia, conclamado pelo Papa Francisco, também foi abordado em sua pregação que nos faz refletir e analisar a nossa vivência cristã para com os nossos irmãos e irmãs. Assim, quem não é misericordioso para com seu irmão não poderá alcançar misericórdia para si. "Necessitamos fazer uma análise profunda de nossa fé enquanto cristãos", disse.
Ainda sobre o Evangelho, Dom Dulcênio, afirmou que quem está cheio da Misericórdia Divina não se deixa guiar pela hipocrisia e pela iniquidade, como os fariseus e os escribas que aparentavam serem formosos por fora, mas cheios de toda espécie de podridão por dentro. Verdadeiros sepulcros caiados. 

Ir. José Michael Silva do Nascimento Alves, OTCarm-

Arquidiocese de Maceió










Comentários