IGREJA DIOCESANA DE PALMEIRA DOS ÍNDIOS CELEBRA ORDENAÇÃO DIACONAL

 

Em um momento de intenso júbilo, a Diocese de Palmeira dos Índios rendeu louvores a Deus pela ordenação de mais um de seus filhos para o ministério Diaconal transitório. Sob a imposição das mãos de Dom Manoel de Oliveira Soares Filho, bispo diocesano, o então seminarista Edmo Ricardo Silva Vilela Ferreira recebeu, no último dia 25, o primeiro grau do Sacramento da Ordem.

A solenidade reuniu representantes do clero, seminaristas e também leigos das dioceses de Palmeira e da Arquidiocese de Maceió, que, em número reduzido para cumprimento dos protocolos sanitários estabelecidos por causa da pandemia de Covid-19, prestigiaram a cerimônia na paróquia de Senhora Santana, em Santana do Ipanema (AL), local onde o recém-ordenado exercerá o estágio diaconal.

O diácono Edmo Ricardo é natural da paróquia de Nossa Senhora do Carmo, Olivença (AL). Ele fez seus estudos nos seminários São João Maria Vianney, em Palmeira dos Índios, e Nossa Senhora da Assunção, em Maceió. Desde fevereiro próximo passado, o então seminarista exerceu o seu estágio pastoral junto à paróquia de Senhora Santana.

Na prédica, Dom Manoel Filho delineou aspectos fulcrais do caráter do diaconato, ressaltando, sobretudo, a configuração ao Cristo Servo que é exarada no serviço da caridade, no serviço da liturgia e no serviço da Palavra de Deus. Impeliu o eleito, ainda, a não deixar-se olvidar do mandado de Jesus Cristo, que antes de tudo se manifestou como servidor de seus discípulos, e empregar sua vida total e inteiramente na propagação do Reino Eterno.

Findada a homilia, deu-se propriamente o rito de ordenação com o propósito do eleito. Com a prostração do eleito, pelo canto da ladainha, invocou-se a assistência da Igreja Celeste e, com a subsequente imposição das mãos e oração consecratória proferida pelo Bispo, impetrou-se de Deus a pertença plena daquele servo ao redil dos escolhidos por Ele para uma missão específica. Empós, já revestido com os paramentos que lhe são próprios, o novel diácono recebeu o livro dos Evangelhos, comprometendo-se de ser arauto da Palavra de Deus.

Por derradeiro, antes da bênção final, fiéis daquela comunidade paroquial prestaram homenagens a Dom Manoel Filho, que na ocasião celebrava 55 anos de seu natalício. Que Aquele que é o Senhor da Messe cumule de benções a Igreja Particular de Palmeira dos Índios e, pela fidelíssima e inefável intercessão da Virgem do Amparo, faça seus ministros santos pastores do povo cristão.

 PASCOM DIOCESANA



















Comentários

Postar um comentário

Obrigado por seu comentários em breve manteremos contato.