EM MISSA DE AÇÃO DE GRAÇAS DOM DULCÊNIO SE DESPEDE DA DIOCESE DE PALMEIRA DOS ÍNDIOS

Com o coração cheio de saudade e confiante em Deus numerosa multidão de fiéis advindos de todos os recantos da Diocese de Palmeira dos Índios, se reuniram na Catedral, juntamente com o clero diocesano, o Arcebispo de Maceió Dom Antônio Muniz e o Bispo Emérito de Palmares, Dom Genival Saraiva de França, para render graças a Deus pelos 11 anos do pastoreio de Dom Dulcênio Fontes de Matos, nesta porção particular, a grei do povo de Deus.
Em sua prédica, Dom Dulcênio enfatizou a beleza do servir a Cristo e sua Igreja, a necessidade de estar à disposição do serviço do Reino de Deus e fazer a vontade de Deus ainda que esta não esteja de acordo com a nossa. Falou também da beleza do seu pastoreio e que foi ordenado para que o mundo viva, para vida do mundo, enfatizando seu Lema Episcopal “Pro Mundi Vita”.
Ao final da Celebração o Vigário Geral da Diocese, Padre Wendel Assunção teceu palavras de gratidão e estima a Dom Dulcênio em nome do clero; Logo após, um leigo representando todas as pastorais e movimentos fez homenagem; e por fim, os seminaristas cantaram a gratidão à presença de pai e pastor na sua formação. Foi um momento de muita emoção e nostalgia, mas também de certeza de que Nossa Senhora do Amparo continuará a ampara-lo em sua nova missão, sem deixar de interceder pelo rebanho da Diocese de Palmeira dos Índios.

(EDIVÂNIA ALVES – PASCOM)










Comentários