TRÍDUO EM HONRA AO ANIVERSÁRIO DE CRIAÇÃO DA PARÓQUIA DE NOSSA SENHORA DO CARMO



A Paróquia de Nossa Senhora do Carmo, Olivença- AL, celebrou sete anos de existência no mês de novembro. Para lembrar esta data, o pároco José Petrônio inspirado por Nossa Senhora do Carmo presenteou a comunidade com o tríduo em honra a criação da paróquia local.
            As movimentações começaram na segunda-feira, onde movimentos e pastorais realizaram ações evangelizadoras por toda comunidade a fim de levar a palavra e convidar a todos a viver este momento de júbilo de nossa paróquia.
            O Tríduo iniciou-se na quinta-feira, dia 20 de novembro, com a missa presidida pelo padre José Edvaldo da cidade de Senador Rui Palmeira, a liturgia do dia trouxe o Evangelho de São Lucas (Lc 21,20-28), onde se fala: “Quando estas coisas começarem a acontecer, levantai-vos e erguei a cabeça, porque a vossa libertação está próxima”. Em sua homilia, Padre Edvaldo ressaltou que a comunidade perseverasse na fé afim de chegar um dia a viver na Jérusalem celeste.
            No segundo dia, o sacerdote convidado a presidir a santa missa foi Pe. Adalto Alves de Senhora Santana, que em sua homilia deu uma catequese ensinando valores tão importantes acerca da Eucaristia.
No terceiro dia do Tríduo também aconteceu à confirmação do batismo-crisma, para 235 jovens, presidiu a santa missa o Bispo Dom Dulcênio Fontes de Matos, que lembrou a capacidade do jovem de rezar e trabalhar simultaneamente e fazer de sua vida uma consagração a Deus.
Para coroar está data tão importante de nossa paróquia encerrando toda está programação festiva do tríduo, aconteceu no domingo a última Missão Jovem do Setor Santana que contou com a presença de mais de 300 jovens oriundos de todas as paróquias do Setor, acrescidos de jovens vindos de Batalha e Monteirópolis. Os moradores tanto da cidade quanto dos povoados receberam jovens em suas casas, partilharam suas vidas e exaltaram o nome de Jesus Cristo. Nesta dinâmica houve no segundo horário a partilha da missão, momento de adoração e a Santa Missa que foi celebrada pelo Pe. José Petrônio com a participação de toda comunidade local e jovens de outras cidades que ali se faziam presentes. Em sua homilia o Padre dirigiu a palavra aos jovens lembrando o Papa Francisco que pede que a Igreja seja missionária em sua essência, saindo do centro e indo as margens, levando a palavra com alegria de evangelizar que é própria do jovem e finalizou desta forma: “Aos jovens, bote amor, bote esperança e bote fé”.
Após o encerramento da Santa Missa do domingo, era visível ver no rosto de cada cristão que ali se fazia presente, a presença do Espírito Santo de Deus que conduziu toda comunidade durante estes dias festivos.

Jorge Paulo Gonzaga










Comentários