MONTEIRÓPOLIS REALIZA ENCONTRO DE CATEQUESE

No domingo, dia 12 de março, aconteceu o Primeiro Encontro Paroquial de Catequese. No encontro ocorreu a divisão em grupos para o debate sobre os temas para serem trabalhados nos seis encontros que ao longo do ano vão catequizar primeiro os pais dos catequizandos.
Segundo o Padre Almerindo da Silveira Barbosa, no livro Catequese Hoje: “A família deve compreender que, quando a criança chega à catequese paroquial, ela já precisa ter vivenciado os valores da fé no seio familiar, assim como, deve compreender que a Igreja é apenas uma cooperadora na continuidade da educação cristã. Deve também tomar consciência de que a catequese é um processo permanente e não se destina simplesmente à preparação para os sacramentos. Assim, compreendemos que a catequese, como processo, é algo a ser vivido por toda a vida, portanto deve ser transmitida em seus vários níveis, e a família é a instituição que acompanhará essa evolução”.
O livro Catequese Hoje destaca ainda: “Quando a educação da fé é iniciada na família, é mais perceptível a sua assimilação em outros meios, como a catequese paroquial, o ambiente escolar e mesmo o universo jovem social. É preciso então que a família tenha consciência de que os filhos são a sua maior riqueza e que os educandos, através de valores morais e cristãos, estará preservando esse bem maior e preparando pessoas para uma vida feliz e realizada”.
Por fim foi apresentada no encontro a nova coordenação da catequese para o ano de 2017 e em um gesto simbólico cada catequista pegou uma semente e jogou na terra dizendo o que quer para a catequese.
(PASCOM MONTEIRÓPOLIS)





Comentários